Contato   Curta   Siga   Assine

NOSSA HISTÓRIA


Sediado na Rua Álvares Penteado, antiga Rua do Comércio, o escritório Francisco & Crepaldi Advogados Associados está incrustado no celébre Triângulo formado pelas ruas São Bento, Direita e XV de Novembro, considerado a tradição máxima de São Paulo do fim-de-século, polígono este tangenciado por uma singela rua composta por apenas um quarteirão, uma das poucas referências dos antigos “becos” e “travessas” que existiam na São Paulo do período colonial. Aberto provavelmente no século XVIII, este “beco” servia de ligação entre a antiga “Rua do Rosário” (atual 15 de Novembro) e a verdadeira “Rua do Comércio” (atual Álvares Penteado).

A sua primitiva e pitoresca denominação era a de “Beco do Inferno”, para a qual encontramos a seguinte explicação dada por Byron Gaspar: “Um lugar imundo, esburacado, escuro e mal frequentado. Nínguém podia nele transitar sem o necessário cuidado, tamanha era a sujeira que havia em toda a sua extensão”. Assim sendo, a população logo lhe deu o apelido.

No dia 28/11/1865, por proposta do vereador Malaquias Rogério de Salles Guerra, seu nome foi alterado para “Travessa do Comércio”, ou seja, o beco era mesmo uma “travessa” da Rua do Comércio. Entretanto através do Ato 977 de 29/01/1907, a antiga Rua do Comércio teve sua denominação alterada para “Rua Álvares Penteado”. Nesse sentido, aquela que havia sido o “Beco do Inferno” e posterior Travessa do Comércio, passou a ser a “Rua do Comércio”. O nome “comércio”, por sua vez, aplicado inicialmente à Rua Álvares Penteado, também era de origem popular e fazia referência ao intenso comércio de utilidades de toda a espécie que existia neste logradouro entre os séculos XVIII e XIX.

O Projeto de Revitalização do “Antigo Centro” trouxe à região um novo impulso com ingredientes encontrados nas grandes metrópolis mundiais: redescoberta e valorização de sua charmosa e belíssima arquitetura; implementação de eficiente rede de transporte, agregando – se a tudo isso, sua democrática gastronomia, elementos que contribuem para o crescente movimento cultural da região, chamando cada vez mais a atenção da sociedade paulistana, e principalmente os investimentos nas áreas de serviços ligados a arte, cultura e educação, tais como :Centro Cultural Banco do Brasil, Associação dos Advogados de São Paulo, UNIESP, Centro Cultural Nossa Caixa, Bolsa de Valores de São Paulo.